Meu humor


Arquivos
 31/08/2014 a 06/09/2014
 16/03/2014 a 22/03/2014
 28/04/2013 a 04/05/2013
 14/04/2013 a 20/04/2013
 20/01/2013 a 26/01/2013
 31/07/2011 a 06/08/2011
 24/07/2011 a 30/07/2011
 23/09/2007 a 29/09/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 animamundi
 saber
 historia
 leitura
 curtagora
 youtube




prof.rubens
 


USANDO FILMES NAS AULAS DE ARTE

Organizado por Jurema Sampaio e prefaciado por Ana Mae Barbosa, o livro "Usando Filmes nas Aulas de Arte" acabou de ser publicado e apresenta a experiência de vários autores com cinema na educação. 


http://www.editoracrv.com.br/reprodução 

Trata-se de um manual prático e dinâmico repleto de possibilidades para quem trabalha com o ensino da arte.


Confira o conteúdo:

O SORRISO DE MONALISA (trailer aqui)
Jurema L. F. Sampaio

A INVENÇÃO DE HUGO CABRET (trailer aqui)
Anna Rita Ferreira de Araújo

A PEQUENA MISS SUNSHINE (trailer aqui)
Martha M. Prata-Linhares, Maria Alzira de Almeida Pimenta

A GUERRA DO FOGO (trailer aqui)
Isabela Frade

A VIAGEM DO CAPITÃO TORNADO (trecho aqui)
Gisele Torres Martini

O PALHAÇO (trailer aqui)
Carlos Weiner Mariano de Souza

BAILE PERFUMADO (trailer aqui)
Tania Callegaro

O NOME DA ROSA (trailer aqui)
Rubens de Souza

LIXO EXTRAORDINÁRIO: Reciclar os caminhos da pesquisa e da produção de arte na escola
Ricardo Reis, Estevão Haeser (trailer aqui)

O CASTELO ANIMADO (trailer aqui)
José Minerini Neto, Renato Sergio Sampaio

A última proposta foi desenvolvida pelo editor do AEOL junto ao videomaker e multiartista/educador Renato Sampaio sobre animação e steampunk no filme "O Castelo Animado".

Para comprar é só acesse www.edittoracrv.com.br

 



Escrito por prof.rubens às 21h26
[] [envie esta mensagem
]





Laboratório Virtual.

O objetivo da pesquisa é o de refletir sobre a avaliação em ambientes virtuais de aprendizagem

 

(AVA). Para tanto, constata-se ainda, a necessidade de analisar três dimensões básicas: Os

 

processos midiáticos que configuram as técnicas de produção e difusão dos conteúdos

 

elaborados para laboratórios virtuais de aprendizagem. Desta forma, classificam-se, como:

 

laboratório multimídia e laboratório em realidade virtual e identificação de modalidades de

 

avaliação, a partir de comunicação síncrona e assíncrona existente na AVA. Refletir sobre a

 

avaliação em ambientes virtuais de aprendizagem, bem como a avaliação institucional, que são

 

permeadas por sistemas tecnológicos interconectados e complexos. Compreender a inserção dos

 

laboratórios virtuais de aprendizagem e como se dá seu processo avaliativo. Para tanto, descreve

 

sobre avaliação, autoavaliação e laboratório virtual. Usamos referencial teórico e pesquisa de

 

campo para a coleta de dados. Através do desenvolvimento do presente estudo, foi possível

 

observar que o laboratório virtual de aprendizagem é uma importante ferramenta para o

 

processo de ensino e aprendizagem.

MAIS

 

 

Espaço educativo, disponível a todos os interessados em pesquisar e produzir recursos que possam subsidiar as práticas na área da educação. É um ambiente criado para aliar os recursos já existentes na plataforma de aprendizagem da UNIMES Virtual aos estilos diferenciados. Ele surge como uma nova estratégia em que se viabiliza tanto refletir sobre os conhecimentos construídos quanto elaborar novos conhecimentos através da pesquisa. Mas o que é um laboratório virtual pedagógico? É um local de investigação e pesquisa sobre métodos, experiências e material didático, voltados à formação continuada dos envolvidos no curso de pedagogia, enquanto alunos ou professores. Nessa sala podemos brincar com o fazer , mas para isso precisamos saber fazer , ou seja, porque vou fazer isto e não aquilo. Por que utilizarei, por exemplo, numa aula sobre conhecimentos matemáticos, joguinhos com figuras geométricas. Para passar o tempo ou para que possam aprender? E aprender o quê, para quê? Esse fazer deve acontecer de maneira consciente, eu preciso saber quais as consequências desse fazer. Eu tenho que planejar o fazer: para que serve, qual a sua utilidade. Para fazer preciso conhecer o recurso do qual lançarei mão. Preciso observar constantemente esse fazer, essa ação. Para tanto, é necessário que o educador reflita constantemente sobre a sua prática, que deve ser respaldada na interatividade, no diálogo e em teorias progressistas; aprendendo a refletir, não somente antes da ação, mas no momento da ação, do fazer, como nos mostra Freire (2001 p.43): A prática docente crítica, implicante do pensar certo, envolve o movimento dinâmico, dialético, entre o fazer e o pensar sobre o fazer . Para que serve o laboratório virtual? Qual é o objetivo dessa proposta? Promover: O diálogo com saberes e fazeres, para a construção coletiva de uma prática transformadora; O aprimoramento profissional.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) .



Escrito por prof.rubens às 21h24
[] [envie esta mensagem
]





Acesse: http://www.jornalrepensar.com.br/Inclusao_social.pdf



Escrito por prof.rubens às 21h20
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]